É uma página onde aparecem os meus pensamentos, sentimentos, sob a forma de...
Quinta-feira, 22 de Setembro de 2011
À Fátima Nascimento (de António Simões)

As asas não são asas,

O vento não é vento,

As casas não são casas,

Vencer é o pensamento.

 

A dor não é dor,

É sinal de sofrimento,

Amor é só amor,

Se ultrapassa o pensamento.

 

A amargura das palavras

O sentir profundamente,

Que há ainda muitas lavras

Para semear no presente.

 

Um espinho em cada flor,

uma lágrima em cada linha,

Escreves com amor,

Se te leio, a dor é minha.

 

 

António Simões

6 Ago 2010



publicado por fatimanascimento às 19:09
link do post | comentar | favorito

mais sobre mim
pesquisar
 
Julho 2018
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
16
17
18
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

30
31


posts recentes

sono

À Fátima Nascimento (de A...

Regresso a casa (letra já...

Ontem as nossas...

Neve

O amor venceu

Nevoeiro

Oh calma...

poesia

os ponteiros

arquivos

Julho 2018

Setembro 2011

Agosto 2011

Junho 2011

Maio 2011

tags

todas as tags

favoritos

A manifestação de Braga

links
Fazer olhinhos
blogs SAPO
subscrever feeds